Biblioteca Escolar

ALUNOS APURADOS PARA A FASE MUNICIPAL

Na Fernão, no passado dia 20 de janeiro, terminou a fase escolar da 16ª edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL).
O processo de apuramento dos candidatos à fase seguinte foi longo, como é habitual. Os alunos inscritos tiveram de ler uma obra a nível de escola. As obras selecionadas foram Vanessa Vai à Luta de Luísa Costa Gomes e O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde, respetivamente no ensino básico e no ensino secundário. Seguidamente, realizaram uma prova escrita sobre a leitura da obra e os quatro alunos de cada ciclo de ensino com melhor pontuação prestaram igualmente uma prova oral.
Durante uma hora e meia, perante um juri composto pela professora bibliotecária, professora Margarida Paiva e a professora (aposentada) Cecília Farinha, num diálogo entusiasmado e revelador de muito conhecimento e reflexão sobre as obras lidas, apuraram-se os alunos que vão representar a Fernão na fase municipal, a 16 de fevereiro. São eles:
- Júlia Câncio (9º3) e Emilly Dutra ( 9º3)
- Pedro Moraes (10º6) e Francisco Jorge (11º2)
A dita prova oral revelou-se antes uma verdadeira tertúlia onde as professoras presentes ficaram muito orgulhosas, dos jovens em geral, e destes alunos em particular, pela forma crítica e inteligente como abordaram as obras literárias que leram e da maneira como expuseram as suas ideias.
Obrigada a todos que colaboraram.
Parabéns aos professores que incentivaram e a todos os alunos que participaram!

Living Among What's Left Behind

O livro referente à exposição que teve lugar no Antigo Edifício da EDP, em Almada, foi  gentilmente oferecido à Biblioteca Escolar. Trata-se de uma excelente oportunidade de visita para quem não teve possibilidade de o fazer in loco.
Living Among What’s Left Behindfoi, no entanto, visitada por 19 turmas da Escola Fernão Mendes Pinto, 389 alunos no total, do ensino básico e secundário.
Magistralmente cumprido o objetivo desta exposição : todos quantos a visitaram se sentiram interpelados, chocados, arrepiados e é esse sentimento de desconforto que se espera que mude comportamentos pessoais.
Urge, pois, cada um de nós fazer o que pode para reduzir o lixo, e o plástico em particular, que cada vez mais sufoca o Planeta.

Misericórdia - sugestão de leitura

Achei o livro fabuloso.
Imergi na história na pele da personagem principal (Dona Alberti), vivendo a narrativa pela descrição genuína dos seus sentimentos e pela narração simples das suas ações e daquelas que presencia. Do princípio ao fim, experimentei as suas emoções – sorri com ela, emocionei-me com ela, indignei-me com ela. Lendo o romance, somos a Dona Alberti.
Lídia Jorge disse ter escrito este romance a pedido da sua mãe, que morreu vítima da covid-19, “para que se tivesse compaixão pelas pessoas e as tratássemos como se fossem pessoas na plenitude da vida”. De facto, o Hotel Paraíso, nome da residência para idosos onde está Dona Alberti, torna-se palco de misericórdia, como se este lar fosse uma antecâmara entre a Terra e o Céu, o local onde a protagonista e o leitor acabam por entender o outro, criar empatia e ganhar respeito por ele.
Num corpo desgastado mas com uma consciência lúcida, a narradora testemunha o que é globalmente a Humanidade e o que é o ser humano, no particular. Escreve Lídia Jorge: “O Planeta com muitas nações, mas a Humanidade só uma e apenas com duas espécies, os fiáveis e os assaltantes.”( pág. 357)
Apesar de ser uma obra dura e da narradora ser regularmente assombrada pela morte, MISERICÓRDIA é, nas palavras da escritora, “sobre o esplendor da vida” e “a crença em valores”. ( in Observador de dia 5 de outubro de 2022)
É decerto um livro a requisitar e a ler!
Saber mais:
https://www.dn.pt/cultura/lidia-jorgea-imortalidade-da-esperanca-1536893...
PB-Alexandra Alves

Lagarto ou Lizard?

O que têm em comum um venezuelano, um russo, dois nepaleses, dois cabo-verdianos e dois sul-africanos? A aula de PLNM com a professora Sandra Videira!
Hoje, dia 10 de janeiro de 2023, houve pela primeira vez na nossa biblioteca uma sessão bilingue da “Hora do Conto”. As leituras do conto O LAGARTO, de José Saramago, foram feitas em inglês e em português, respetivamente pelas professoras Zoraida Teles e Alexandra Alves,  uma vez que alguns alunos dominam melhor o inglês e outros o inverso. O objetivo principal era a promoção da leitura, mas na realidade o que predominou na sessão foi o sentimento da universalidade quer da linguagem literária quer da arte.

Árvores de Natal Muito Especiais

Desafiada pela Biblioteca e pelo www.sitedecojovem.pt, a professora de Artes Susana Paulo lançou o desafio de criar árvores de plástico e papel recicláveis aos seus alunos do 7º3. Temos o privilégio de expor no nosso espaço todos os trabalhos realizados por esta turma, trabalhos estes que denotam o empenho e interesse dos alunos. Para ti, qual é a mais gira?
Preparar jovens consumidores responsáveis para o futuro é uma das nossas missões!
https://www.instagram.com/p/Cl32LceM6Ij/?igshid=MDJmNzVkMjY%3D
https://www.instagram.com/p/CmWFkjtM773/?igshid=MDJmNzVkMjY%3D

Exposição na BE - 3/12-Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Hoje, dia 3 de dezembro, assinala-se o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.Esta data foi instituída pela ONU com o objetivo de sensibilizar e envolver a humanidade para a concretização dos Direitos Humanos destes cidadãos, reafirmados na Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.
Motivada pelo colega Pedro Viegas que colabora com a APPACDM, a BE visitou no dia 30 de novembro esta instituição que acolhe, aliás, para formação alunos da Fernão. Tivemos a oportunidade de visitar as instalações e ver com os nossos próprios olhos o modo extraordinário como os formandores e formandos interagem, o trabalho dedicado que desempenham bem como testemunhar o carinho no trato.
Assinalamos este dia na biblioteca com a exposição de alguns trabalhos plásticos que ali realizam. Venham apreciá-los! As pessoas com deficiência precisam da nossa atenção.

No poupar é que está o ganho!

Na newsletter da Associação Zero:
Natal Sustentável
 
A época de Natal é marcada por uma época de muito consumo, e consumo muitas vezes desmedido. Trazemos-lhe um conjunto de dicas para tornar o seu Natal um pouco mais sustentável, desde como embrulhar presentes a como oferecer prendas com uma atitude amiga do ambiente - ora veja: 
 
 Nas decorações, prefira reutilizar: se já tem uma árvore ou outras decorações artificiais, reutilize-as sempre. São normalmente muito duráveis e podem ser usadas muitos anos, se forem bem cuidadas. Se precisa de algo, porque não fazê-lo reutilizando materiais? A Internet está cheia de ideais criativas e sustentáveis.
• Na ceia e almoço de Natal, evitar cozinhar em excesso: faça uma lista de compras do que é realmente necessário, procurando evitar o excesso de embalagens, privilegiando os produtos de origem  local/regional/nacional e, se possível, comprando diretamente ao produtor para assim reduzir a pegada ambiental associada a esses produtos. Se puder, evite produtos de origem animal (ou, pelo menos, prefira carnes brancas).
• Resíduos resultantes da noite de Natal: faça a correta separação dos diferentes tipos de resíduos e, no caso dos plásticos e papel se possível, adie a deposição no ecoponto para evitar deixá-los acumulados fora do respetivo contentor.
• Evitar o plástico: opte por comprar brinquedos de madeira, livros ou experiências. Para os adultos, faça as suas próprias prendas – bolachinhas, doces, escreva uma mensagem e coloque-a numa moldura, entre muitas outras possibilidades. Para embrulhar reutilize folhas de jornais ou revistas ou sacos que já tenha.
• Pensar fora da caixa, literalmente: este Natal, opte por oferecer bens imateriais como workshops sustentáveis; assinaturas de ONG e jornais, ou apadrinhe um animal!
 
Se quiser saber mais sobre como oferecer prendas utilizando a política dos 7 R ou como embrulhar prendas sem desperdício, passe pelo Youtube da ZERO!

Workshop sobre o Livro-Objeto

No dia 30 de novembro de 2022, as turmas do Curso Profissional de Técnico de Apoio à Infância, do 1º e 2º anos, acompanhadas pelas professoras Leonor Lopes e Susana Gaspar, tiveram o privilégio de frequentar um workshop sobre o LIVRO-OBJETO, dinamizado pela formadora Sandra Surgy, professora de Educação Visual e professora bibliotecária da Escola Básica Vale Rosal.
As alunas puderam identificar vários tipos de livro e fazer elas próprias vários exemplares. Esperemos que um dia possam partilhar esta experiência com as crianças com as quais pretendem trabalhar.
SABER MAIS: O livro-objeto distingue-se por romper com o formato tradicional, mantendo contudo elementos da materialidade do livro - formato, papel, encadernação, acessórios, dimensão, impressão...-, mas interagindo com o leitor de uma forma mais lúdica, dinâmica, apelando à curiosidade, descoberta, manipulação e permitindo ao leitor um papel mais ativo.
“Enquanto objeto experimental, claramente destinado a explorar as possibilidades e os limites do livro, os livros-objeto contemplam a dimensão física, interativa, lúdica, experimental/laboratorial, tirando partido da materialidade do livro e da sua construção”  Ramos, A. M. (org.) (2017). Aproximações ao livro-objeto: das potencialidades criativas às propostas de leitura. Porto: Tropelias & Companhia.
(https://www.pnl2027.gov.pt/np4/webinarlivroobjeto.html)

Uma história que te vai inspirar!

 
A Fernão junta-se à Festa do Cinema Francês!
No próximo dia 11 de novembro, as professoras de Francês do 9ºano levarão as suas turmas a assitir ao filme "FAHIM".
Sinopse: Forçado a sair de Bangladesh, seu país natal, Fahim vai para Paris com o seu pai. Travam uma verdadeira luta para obter o estatuto de asilo político, correndo a toda a hora o risco de expulsão de França. Mas graças sobretudo ao seu dom e à sua determinação, a única forma de concretizar os seus sonhos é ser Campeão de Xadrez de França. Será que vai conseguir?

Está aí a 16ª edição do Concurso Nacional de Leitura!

A 1ª fase do CNL é a fase escolar que decorre de outubro a dezembro.
As leituras selecionadas são as seguintes :
Ensino BásicoVanessa Vai à Luta de Luísa Costa Gomes
Ensino SecundárioO Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde
PARTICIPA!
Ambas são sugeridas pelo PNL e temos na nossa BE alguns exemplares destas obras.
Podes encontrar aqui o regulamento: https://pnl2027.gov.pt/np4/file/3534/vers_o_final_corrigida_Regulamento_...